Siga-nos

Perfil

Expresso

(des)informação

A desonestidade intelectual é já apanágio das redes sociais, blogues e companhia. Tentando passar uma imagem de seriedade há quem se dê ao trabalho de usar apenas alguns números e manipular outros para provar uma qualquer teoria. E muitas vezes sob o manto do anonimato que estes meios permitem. Por exemplo, e muito fácil usar uma parte de uma série estatística para dizer que há uma evolução num determinado sentido quando o conjunto pode mostrar uma realidade diferente.

Se há alguma coisa que qualquer análise nunca tem demais é informação. Sonegar de forma consciente uma estatística, um número, um facto, evidenciando para isso outros que lhe dão jeito, é algo que os políticos são, há muito, hábeis a fazer.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)