Siga-nos

Perfil

Expresso

(Mais) Um manifesto pelo direito a centros de incompetência

  • 333

É moda. Sempre que há um qualquer interesse obscuro a defender cria-se um manifesto. Arranja-se uma (suposta) causa nobre, de preferência que puxe ao orgulho nacional, e fazem-se uns telefonemas para arranjar uns nomes. Sempre os mesmos. A cheirar a mofo.

O objetivo é criar uma desculpa política para que se faça um disparate qualquer. Como se a sociedade civil (que é muito fraquinha em Portugal) empurrasse o poder politico a tomar uma posição num qualquer dossier onde o Estado não devia meter a mão.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI