Siga-nos

Perfil

Expresso

Este é o (nosso) verdadeiro milagre europeu

  • 333

O da multiplicação das dívidas. Em 1995 as famílias portuguesas tinham dívidas que ascendiam a 35% do seu rendimento disponível. Desde então o seu rendimento tem vindo a aumentar. Mas não tanto como aquilo que efetivamente devem. Em 2009 o endividamento das famílias atingiu um recorde de 127% do seu rendimento. Só a travagem bruta da crise fez diminuir esta proporção, que em 2013 se situava nos 118%. Mas não estamos sós.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI