Siga-nos

Perfil

Expresso

Aparelho de Estado

Caro Lourenço,

A melhor pessoa a fazer de Alberto Gonçalves neste país é o próprio Alberto Gonçalves. Espanta-me que não saibas isto.

Vasco M. Barreto

Escusas pois de fazer uma caricatura. Não escrevi que os alunos estão "traumatizados" pelo teste do Senhor Professor Doutor (catedrático) Paulo Otero. Aliás, os alunos vão apresentar queixa ao conselho pedagógico da universidade, o que revela lucidez e nenhum trauma. Mas se queres mesmo fazer de Alberto Gonçalves, deixa-me dar-te réplica, apesar de já não ser capaz de fazer de conta que ainda não perdi a paciência para estes debates.

Percebo que a "bandeira" do casamento homossexual te aborreça e que para ti e outros conservadores relaxados não seja uma "prioridade". Sucede que, a propósito deste episódio, também não é prioritário discutirmos o argumento da poligamia e da bestialidade, sob pena de parecermos dois nerds. Imagina-te fora do presente cenário, que te é extremamente confortável, e que o teste era feito pelo tal professor anticlericalista antes referido. Imagina que o enunciado desse teste tinha expressões como: "se não é uma profunda estupidez acreditar em milagres, como podemos basear a demonstração de prova, no Direito, em princípios da Física, como aqueles que rejeitam o dom da ubiquidade e a capacidade de um indivíduo caminhar sobre a água?";" o Papa Bento XVI é preso ao aterrar em Inglaterra, por causa do encobrimento do Vaticano aos casos de pedofilia praticados por padres. Escreva 3000 caracteres de alegações finais como acusador e 500 caracteres como advogado de defesa". Terias vontade, na qualidade de católico, de tentar perceber o interesse académico e pedagógico destes cenários ou serias sobretudo sensível ao tom provocatório? Espero que aceites de forma "relativamente pacífica" que se trata de uma pergunta retórica.