Siga-nos

Perfil

Expresso

Aparelho de Estado

A pedofilia é uma manifestação da sexualidade humana

Tarcisio Bertone tem razão.

Lourenço Cordeiro (www.expresso.pt)

É evidente que Tarcisio Bertone tem razão: é fácil de demonstrar a ligação entre a homossexualidade e a pedofilia. Por exemplo, será difícil negar que um homem que abusa sexualmente de um menino é homossexual.

A pedofilia não é mais do que uma manifestação da sexualidade humana. Mas como esse abismo que é a "sexualidade humana" não se reveste da santidade que a Igreja gostaria que existisse, há expressões sexuais que nós, sociedade do século XXI, consideramos aberrantes e inaceitáveis. A pedofilia, porque se trata de uma violação de pessoas indefesas que conduz à hipoteca do seu futuro perante um trauma insanável, é uma delas (na mesma linha de raciocínio, será também inaceitável o abuso sexual de pessoas com deficiência mental ou em estado comatoso, por exemplo.) Não sabemos que conjunto de factores leva, ao certo, um adulto a sentir-se atraído por uma criança, mas sabemos que o seu impulso sexual é um deles. Nesse sentido, é evidente que para haver uma relação pedófila homossexual a homossexualidade é um requisito obrigatório. Assim como é evidente que para haver uma relação pedófila heterossexual a heterossexualidade é um requisito obrigatório.

Tarcisio Bertone tem razão: é fácil provar que há uma ligação entre a homossexualidade e a pedofilia. Como é fácil de provar que há uma ligação entre a heterossexualidade e a pedofilia. Como também é evidente que o celibato, se vivido na plenitude, não pode conduzir à pedofilia sob pena de deixar de ser, lá está, celibato.

Este é o problema que assola muitos dos homens da Igreja: vivem uma humanidade teórica. Mas, como disse alguém não sei quando, na prática a teoria é outra.