Siga-nos

Perfil

Expresso

Aparelho de Estado

A ICAR precisa de uma lei da rolha

A distorção dos media faz o clero parecer uma organização de analfabetos liderada por um intelectual. A bem da Igreja, espero que Santana Lopes seja um dos notáveis lusos que se encontrarão daqui a uns dias com Bento XVI.

Vasco M. Barreto (www.expresso.pt)

O drama actual da Igreja é que dez declarações ponderadas dos seus responsáveis não restauram os estragos provocados por uma declaração disparatada. Em rigor, não podemos excluir a hipótese de que alguns dos altos representantes da Igreja decidiram ter comportamentos absurdos para promover a imagem do Papa, pelo efeito de comparação. Se assim foi, a aposta está ganha, ainda que à custa de declarações tão boçais que mais parece estarmos a ouvir a vox populi. Já houve lugar a todos os clássicos da má argumentação. O clássico que é invocar o Holocausto e, no extremo oposto, o clássico da teoria da conspiração que culpa os judeus - depois da morte de Cristo (a tragédia), temos agora isto (a farsa). Ontem houve o clássico que é associar a pedofilia à homossexualidade. Só não é provável que amanhã algum bispo ligue a pedofilia ao aquecimento global porque ninguém levaria isso demasiado a peito.