Siga-nos

Perfil

Expresso

Amnistia Internacional

O Prémio Amnistia Internacional - Indielisboa 2010

Tem início hoje, dia 22 de Abril,  até dia 2 de Maio a 7ª edição do Festival Internacional de Cinema Independente de Lisboa, O IndieLisboa. Na sexta edição será mais uma vez atribuído o Prémio Amnistia Internacional que pretende distinguir o filme que melhor represente determinado aspecto da dignidade humana. O júri é composto pela Actriz Dalila Carmo, pelo escritor e crítico literário Pedro Mexia e pela jornalista Sofia Branco. Mais uma vez o prémio é patrocinado pela Fundação Serra Henriques.

Amnistia Interncional

Os filmes candidatos ao prémio:

Tarrafal - Memórias do Campo da Morte Lenta

Diana Andringa Portugal | doc. | 2010 | 88' 23 Abril - 6ª feira - 21h30 - Culturgest Grande Auditório 25 Abril - Domingo - 18h30 - Culturgest Pequeno Auditório  Filmado durante o Simpósio Internacional sobre o Campo de Concentração do Tarrafal, que reuniu na Ilha de Santiago, Cabo Verde, muitos dos que por ali passaram - antifascistas portugueses (1936-1954) e nacionalistas de Angola, Guiné-Bissau e Cabo Verde (1962- 1974) - o documentário recolhe as memórias do português Edmundo Pedro, um dos dois únicos sobreviventes do primeiro período do campo, e de angolanos, guineenses e cabo-verdianos que ali foram encarcerados na sequência do desencadear da luta de libertação nas colónias. Os relatos, na primeira pessoa, revelam-nos a extrema dureza desse "campo da morte lenta", criado à imagem dos campos de concentração nazis, mas também o modo como os prisioneiros conseguiram organizar-se para resistir e para, apoiados apenas na força dos seus ideais, ali reinventar a vida, até à Libertação. 

Le jour où Dieu est parti en voyage

Philippe Van Leeuw França/Bélgica | fic. | 2009 | 100' 23 Abril - 6ª feira - 21h30 - Cinema Londres 1 28 Abril - 4ª feira - 18h30 - Cinema Londres 1  O realizador acompanha uma mulher à medida que o horror se abate sobre o seu mundo (o filme encena um episódio ocorrido durante o genocídio no Ruanda em 1994). Jacqueline é uma jovem tutsi que trabalha para uma família belga, em Kigali, como ama das crianças. Em Abril de 1994, nos primeiros dias do genocídio, quando os assassinos em fúria se aproximam, os membros da família fogem, abandonando a casa e deixando Jacqueline a tremer, escondida sobre o tecto falso. No dia seguinte, ao amanhecer, Jacqueline sai do seu esconderijo. Expulsa da casa onde toda a sua família foi morta, esconde-se nas profundezas da floresta. Aí encontra um fugitivo, como ela, em agonia à beira da água... 

 

Des Hommes

Khristine Gillard Bélgica | doc. | 2008 | 70' 24 Abril - Sábado - 21h15 - Cinema Londres 2 30 Abril - 6ª feira - 00h00 - Cinema Londres 1   Gare du Nord, Bruxelas. Um bairro popular em mutação contínua, um mundo de labor onde homens, no meio do tumulto incessante das máquinas, constroem torres de vidro e talham o novo rosto de uma capital a caminho do seu futuro tentacular de metrópole europeia. Ao lado, à distância de algumas ruas, estranho ao brilho falso de uma certa modernidade, persiste um mundo de prostituição onde há mulheres expostas nas montras. O primeiro documentário de Khristine Gillard parte desta presença de dois mundos, um de homens e outro de mulheres. De forma alternada, filma os estaleiros de obras masculinos e as montras femininas que surgem numa montagem que ultrapassa a simples oposição de sexos, associando com o seu olhar de cineasta estes dois mundos como momentos de uma mesma vida: as vozes de mulheres que são prostitutas e que falam sobre homens.   

 

Les Arrivants

Claudine Bories e Patrice Chagnard França | doc. | 2009 | 113' 27 Abril - 3ª feira - 15h00 Cinema Londres 2 30 Abril - 6ª feira - 17h45 Cinema Londres 2  Caroline e Colette são assistentes sociais em França. Caroline é jovem e impulsiva; Colette, mais velha, é compassiva e desorganizada. Todos os dias chegam-lhes famílias inteiras do Azerbaijão, do Congo, do Iraque ou de outros países longínquos. Chegam com ou sem bagagem, com ou sem passaporte, de avião ou em camiões, e pedem asilo em França. Uma manhã é Zahra, uma jovem da Eritreia grávida de oito meses; no dia seguinte são os Kanesha, uma família do Sri Lanka com dois filhos; e depois os Wong, que vêm directamente da Mongólia. Nos seus olhos cansados, vemos um medo imenso, mas simultaneamente uma grande determinação. Vêm de tão longe e têm tantas esperanças. Como responder a esta enchente de angústia e necessidade? 

 

La Pivellina

Tizza Covi e Rainer Frimmel Itália/Áustria | fic. | 2009 | 100' 28 Abril - 4ª feira - 18h15 - Cinema City Classic Alvalade 3 29 Abril - 5ª feira - 21h45 - Cinema City Classic Alvalade 3 30 Abril - 6ª feira - 18h15 - Cinema City Classic Alvalade 3  Num parque de rulotes nos arredores de Roma, um grupo de pessoas à margem da sociedade sobrevive com dificuldade ao Inverno. Patty e Walter, marido e mulher, trabalham no circo. Um dia Patty encontra uma menina de dois anos sozinha à chuva. Ao despir "a pequenina" (la pivellina) para a secar, Patty descobre um papel que diz que a mãe da criança virá buscá-la em devido tempo. Com a chegada da pequena Asia, o Inverno desolado e o ambiente decadente subitamente iluminam-se. A criança vai tropeçando na parafernália circense como se fosse um mini-Charlie Chaplin e provoca sentimentos maternais junto de toda a gente, até do adulto mais macambúzio. De todos se espera que dêem à criança o seu afecto. 

 

Ilha da Cova da Moura

Rui Simões Portugal | doc. | 2010 | 95 28 Abril - 5ª feira - 19h00 Culturgest Pequeno Auditório 30 Abril - 6ª feira - 18h30 Culturgest Pequeno Auditório  Na área da Grande Lisboa, o nome de Cova da Moura nunca foi sinónimo de bem-estar, educação ou prosperidade. Pelo contrário, esteve sempre associado à ideia de violência, insegurança, perigo, ou, na melhor das hipóteses, de falta de instrução ou simplesmente pobreza. Neste filme não se pretende simplesmente procurar o outro lado do bairro e fazer um retrato positivo da sua comunidade. O objectivo deste projecto não é o de apagar uma série de ideias feitas, mas procurar as causas e efeitos desses preconceitos. Assim, o documentário segue o quotidiano deste bairro, descobrindo nele reflexos de Cabo Verde e procurando os modos como a exclusão social se combate ou perpetua nas vidas dos seus moradores. 

 

C'est déjà l'Été

Martijn Maria Smits Holanda/Bélgica | fic. | 2010 | 85' 29 Abril - 5ª feira - 21h45 - Culturgest Pequeno Auditório 1 Maio - Sábado - 18h30 - Culturgest Pequeno Auditório  Um retrato realista e envolvente de uma família disfuncional, de classe baixa, que vive em Seraing. É também aqui, nesta pequena e melancólica cidade na província belga de Liége, que a dupla de realizadores Dardenne sempre trabalhou. Na primeira longa-metragem de ficção de Maria Smits temos como protagonistas Jean, operário desempregado, e os seus dois filhos adolescentes, que vagueiam sem objectivos. O pai tem vergonha de não conseguir arranjar trabalho, a filha tem um bebé de um rapaz que está preso, mas quem toma conta da criança é o irmão, Eric, personagem cativante. É sobretudo dele que trata este filme. Com a falta de apoio da família, Eric começa a faltar à escola, anda com motorizadas e armas falsas. A certa altura, até transporta uma arma verdadeira... 

 

Sem Companhia

João Trabulo Portugal | doc./fic. | 2010 | 85' 29 Abril - 5ª feira - 22h00 - Culturgest Grande Auditório 1 Maio - Sábado - 15h00 - Culturgest Pequeno Auditório  Julgados e condenados por vários crimes, Ernesto e Gaspar estão detidos numa prisão de alta segurança no norte de Portugal. SEM COMPANHIA é um filme sobre a juventude perdida de Ernesto e Gaspar e da longa caminhada que os espera quando saírem da prisão. João Trabulo trabalha sobre a fronteira entre o documentário e a ficção, partindo da realidade longamente observada no interior da prisão (a rodagem durou 13 meses) para construir a história do filme com a participação activa dos dois protagonistas e de outros presos, encenando por vezes alguns aspectos das suas próprias experiências em tempo de reclusão. As rotinas na prisão, as conversas entre estes homens e as consequências da lenta passagem do tempo sobre eles. 

 

Este texto é da inteira responsabilidade do autor e da entidade representada.