Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

100 reféns

Tiago Mesquita (www.expresso.pt)

Perdiz, porco preto e whisky para os senhores deputados

  • 333

A forma aburguesada e parola de estar deste conjunto de indivíduos que designamos deputados e que continuamos a eleger para se alimentarem na AR atingiu as raias do ridículo. Não sei qualificar, não consigo quantificar e torna-se difícil analisar a leviandade e falta de vergonha, especialmente na época de crise em que vivemos e para a qual muitos destes senhores contribuíram decisivamente.

Exigem sacrifícios, inventam cortes muito para além do aceitável e sustentável mas continuam a viver dentro das portas por nós pagas muitíssimo acima do necessário. Um olimpo intocável, vergonhoso, luxo descarado e difícil de compreender. Veja-se o menu:

"Perdiz, porco preto alimentado a bolota e lebre são alguns dos produtos exigidos pelo Caderno de Encargos do concurso público para fornecer refeições e explorar as cafetarias do Parlamento. Das exigências para a confecção das ementas de deputados e funcionários constam ainda pratos com bacalhau do Atlântico, pombo torcaz e rola..." Correio da Manhã

"Pombo torcaz, rola e porco preto alimentado a bolota"? Não podem os senhores deputados alimentar-se como os demais cidadãos? Febras, bitoques e filetes de pescada, não pode ser? Estes tiques pseudo-chique-saloios de quem tem acesso ao poder e dinheiro e se está a borrifar para a imagem que passa para o cidadão comum, o desgraçado que tem de continuar a andar à pancada no Pingo Doce uma vez por outra para pagar metade da factura, são mesmo fundamentais?  É necessário este descaramento em forma de cardápio? E se levassem de casa a comidinha no tuperware e aquecessem no micro-ondas, não fariam melhor figura?

"...o café a fornecer deverá ser de "1ª qualidade" ( isto é transcrição de uma escuta telefónica?) e os candidatos ao concurso têm ainda de oferecer quatro opções de whisky de 20 anos e oito de licores. No vinho, são exigidas 12 variedades de Verde e 15 de tintos alentejanos e do Douro."

"Whisky? Licores? 12 verdes e 15 tintos? Exigidas"? Estamos a falar da lista de compras de um bar da 24 de Julho ou das cafetarias da AR?  Existe uma discoteca chamada "Parlamento" na cave do edifício? Digam que sim - por favor, para não sentir tanta vergonha por ajudar a sustentar esta pandilha democrática. Digam-me que vão todos beber como uns alarves para esquecer o que têm feito ao país e sempre dá para compreender este chorrilho de disparates.

Isto só vem demonstrar que por muitas diferenças que ostentem nos debates matinais, à hora do almoço eles são todos iguais. Comem-nos todos da mesma maneira e sem vergonha nenhuma. O exemplo neste país vem sempre de baixo para cima. E isso é inaceitável.

 

Na página oficial do 100 Reféns no Facebook juntam-se pessoas que gostam e que não gostam, que odeiam e que adoram, que veneram e que detestam, mas que não são indiferentes a este blogue do Expresso. Dê um passo e junte-se a nós. Clique no link para aceder à página do 100 Reféns no Facebook.