Siga-nos

Perfil

Expresso

100 reféns

Os deputados ganham à comissão?

Nos últimos tempos tem sido um disparate de comissões. Umas atrás das outras. Algumas em simultâneo. Há deputados que já se enganam a entrar nas salas. Enfim...

Tiago Mesquita (www.expresso.pt)

O Presidente da AR devia mandar instalar um painel electrónico a anunciar as várias comissões que estão a decorrer para ajudar os deputados a escolher a melhor sessão. Um bocado como ir ao cinema. Até porque são muitos os filmes em cartaz. Do terror ao drama, muito humor e algum cinema independente. Bons actores, algumas revelações e um ou outro canastrão já conhecido.

Neste Lusomundo muito particular fazem-se comissões para averiguar de tudo um pouco. Para saber se o primeiro-ministro usa meias de lã. Se o jogging que faz diariamente lhe dá saúde e faz crescer o PIB. Se Rui Pedro Soares tem as quotas de sócio do FC Porto em dia e se consegue apertar os sapatos sem a ajuda de Paulo Penedos. Se Mário Crespo sabe tirar fotocópias e se é adepto do polyester ou do algodão. Se Manuela Moura Guedes engoliu sem querer o jornal de sexta da TVI enquanto bebia uma Coca-cola Light. Quem calou o elefante que tocava o sino no jardim zoológico de Lisboa? Houve interferência de Augusto Santos Silva? O primeiro-ministro teve conhecimento prévio de que o gelado da Olá "perna de pau" ia ser comercializado em dois tamanhos?

"Desculpe colega, é aqui a comissão de inquérito para aferir a possível interferência do Governo na proibição de venda de bolas de Berlim na praia pequena do Guincho?"  "Não colega, aqui estamos a assistir ao filme 2012 e a averiguar se houve interferência do ministro Mário Lino no argumento. Essa das bolas de Berlim é dois corredores ao lado. Passa a comissão que está a fazer o mapa de comissões para 2011, vira à direita junto ao balneário da comissão de estética, sociedade e cultura pimba e é a porta logo a seguir à comissão que está a averiguar qual o deputado dos Verdes que usa mais papel higiénico às escondidas. Vá pelo cheiro das bolas que chega lá num instante"

As comissões parlamentares vulgarizaram-se. Os assuntos sobre os quais as comissões se debruçam são cada vez mais estapafúrdios, populistas e demagogos. A feira de vaidades e a luta partidária são demasiado evidentes. E os resultados práticos de tanta comissão? Quem paga tudo isto?