Siga-nos

Perfil

Expresso

Força salvador (não, não é esse)

Temos entre nós um salvador e eu acho que não lhe agradecemos suficientes vezes. E como está aí a chegar o Papa, é tempo de fazer uma homenagem a quem tem uma missão de vida de servir o próximo. Há quem dedique algum do seu tempo ao voluntariado no IPO (a propósito, se ainda não entregou o seu IRS e se não souber a quem consignar o seu quinhão sugiro vivamente a Liga Portuguesa Contra o Cancro, heróis dos tempos modernos) e há quem ensaie de borla o coro do lar de terceira idade do bairro.

José António Vieira da Silva salva a Segurança Social.

É tão certo como o cometa Halley: de tempos em tempos Vieira da Silva está no governo. E de cada passagem por lá salva a Segurança Social. Umas três ou quatro vezes.

Por exemplo em 2006: Vieira da Silva garantia superavit nas contas da Segurança Social! Havia acabado de salvar a Segurança Social. Em 2009 era certo que a sustentabilidade da segurança social não estava em perigo. Escrevia a Lusa, aliás, que a sustentabilidade das pensões marca mandato de Vieira da Silva. Bravo, salvador, bravo!

Creio que mais recentemente foi em Outubro passado: a segurança social, dizia, “não precisa de uma reforma”. Estava salva. Ia ter 200 milhões de Euro a mais! E assim, Vieira da Silva salvador podia assim, no mês seguinte rejeitar a pré-falência da Segurança Social. A tempo das autárquicas o salvador vai subir dez euro a mais de 2 milhões de pensionistas – a bem da solidariedade intergeracional, claro, os outros que descontem.

Infelizmente, esta semana, o país recebeu com choque a notícia: se nada for feito a Segurança Social tem problemas em 2030. Mas nada que a meu ver não se resolva. Afinal onde há um problema há uma oportunidade e nós contamos com o melhor: Vieira da Silva vai salvar a Segurança Social. Novamente.

E já que o PS está em maré de bancar vitórias alheias talvez Vieira da Silva possa mesmo mudar de nome. Para aquilo que é: Salvador. E assim, com um bocadinho de sorte e arte alheia, talvez no Sábado o Partido Socialista possa festejar uma enorme vitória.