Siga-nos

Perfil

Expresso

Telegramas da saída limpa

A Guiné Equatorial vai acabar com a CPLP

  • 333
Ricardo Costa

Ricardo Costa

Diretor de Informação da SIC

Bastaram umas quantas linhas do último prefácio presidencial para que estalasse novamente o verniz entre Lisboa e Dili. Ramos Horta não gostou que Cavaco tivesse dito que a Guiné Equatorial passou a membro de pleno direito da CPLP para não criar um embaraço à diplomacia timorense e disse que isso era uma falsidade. É o que acontece quando se convida um país dominado por uma cleptocracia e por um delfim megalómano a ir "jantar lá à casa": no fim, ninguém quer ser o responsável pelo convite.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI