Siga-nos

Perfil

Expresso

Telegramas da saída limpa

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Diretor de Informação da SIC

O MP não sabe de violência doméstica. Mas percebe de bilhetes para a bola?

No mesmo fim de semana em que o Ministério Público irrompia por gabinetes do Ministério das Finanças em busca de pistas sobre um alegado favorecimento por causa de uma ida ao futebol, o presidente do sindicato dos magistrados da investigação judicial reconheceu-se impotente para travar casos de violência doméstica, mesmo quando perfeitamente detetados e denunciados pelas próprias vítimas, por falta de formação e de meios.

Sei bem que o excesso de zelo de uns não tem nada a ver com a falta de meios de outros e tenho sempre presente que há dois princípios fundamentais nas investigações judiciais em Portugal, que nunca devem ser postos em causa: a independência de qualquer poder e a autonomia de qualquer investigação. Mas sei igualmente que esses princípios não isentam o Ministério Público de falhas nem de críticas, sobretudo quando o ridículo e a ineficácia se juntam no mesmo fim de semana.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)