Siga-nos

Perfil

Expresso

Telegramas da saída limpa

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Diretor de Informação da SIC

A Caixa e as declarações de rendimentos

A Caixa Geral de Depósitos é usada demasiada vezes nas guerras políticas. Infelizmente, nos últimos anos o banco deu razões de sobra para que isso acontecesse. Depois de ter alinhado de forma escandalosa na tomada de poder do BCP - com resultados trágicos para as duas instituições -, emprestou valores absurdos a empresários sem qualquer garantia (a não ser as próprias ações) e embarcou em todas as modas, do imobiliário que nunca falhava aos centros de decisão nacional, acabando nas vontades transitórias dos governos.

Com a chegada da troika, a Caixa entrou num longo processo de limpeza, mas sem o assumir de forma clara. Não só as necessidades de capital foram sucessivamente desvalorizadas, como as equipas de gestão demoraram a ter qualidade e condições para aturar. A primeira administração nomeada pelo governo PSD-CDS estava tão condicionada pelas Finanças (mais precisamente por Vítor Gaspar) e pela ideia de que deviam ter salários baixos que não tinha quaisquer condições de sucesso.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)