Siga-nos

Perfil

Expresso

Telegramas da saída limpa

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Diretor de Informação da SIC

Os ministros devem ter facebook?

  • 333

Em menos de uma semana o Facebook deu cabo de um ministro e abanou outro. No primeiro caso, o ministro caiu vítima do seu ímpeto matinal de “postar” o que lhe ia na alma. No segundo, o ministro ficou, mas ferido por um secretário de Estado que se demitiu e resolveu explicar as razões no seu mural.

É natural que estes dois casos, que obrigaram à mudança de titular na Cultura e deixaram ainda mais frágil o ministro da Educação, acabem por fazer com que os outros membros do Governo e até alguns deputados não “desembainhem” os seus pensamentos nas redes sociais tão prontamente e pensem, pelo menos, um pouco mais devagar que as suas próprias sombras. Mas essa contenção será mais fruto das circunstâncias do que de uma lógica de comunicação ordenada.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso)