Siga-nos

Perfil

Expresso

Telegramas da saída limpa

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Diretor de Informação da SIC

A fase 2 da Justiça entre Portugal e Angola

  • 333

O caso que levou esta semana à detenção do procurador Orlando Figueira tem tudo para ser um caso sem precedentes. Além de ser extremamente raro a Justiça deter preventivamente um magistrado, o caso implica a segunda figura do Estado angolano, com que Portugal, por razões óbvias, mantém relações intensas. Ainda se sabe pouco sobre a investigação, nomeadamente se os indícios são sólidos ou não e se as movimentações bancárias têm alguma justificação lógica que afaste qualquer suspeita.

Esses passos cabem à investigação, que, já agora, convém não levar uma eternidade a ser feita, como infelizmente acontece demasiadas vezes. Mas há outro ponto com que a Procuradoria Geral da República se deve preocupar. O da solidez das provas e da robustez do caso, porque isso acabou por não se verificar no último processo que envolveu Manuel Vicente e que, aliás, fez manchete no Expresso.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI