Siga-nos

Perfil

Expresso

Telegramas da saída limpa

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Diretor de Informação da SIC

Há ou não acordo?

  • 333

O país está suspenso desta pergunta, mas já toda a gente sabe a resposta. Ou melhor, toda a gente acha que vai haver, apesar de um ou outro sinal contraditório e de continuar sem aparecer um papel que seja, com uma frase ao menos. Apesar das dúvidas, não há nenhum ator político relevante - da Presidência da República ao Governo, passando pela oposição e pelos principais candidatos presidenciais - que não esteja já a atuar em função desse acordo. E isso não acontece por acaso. O que faz tanta gente atuar assim é a quantidade de passos que já foram dados por PS, Bloco e PCP, num caminho nunca antes trilhado e que dificilmente suporta uma marcha-atrás coletiva.

As principais dúvidas têm surgido em torno do PCP. Mas essas dúvidas decorrem muito mais da escassa informação que transpira do partido do que de outra coisa. Só quem não conheça a estrutura ideológica do PCP e a sua forma de discutir os assuntos internamente e de atuar em público é que pode esperar dos comunistas uma elasticidade verbal como a que é permitida à líder do Bloco de Esquerda.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI