Siga-nos

Perfil

Expresso

Telegramas da saída limpa

Ricardo Costa

Ricardo Costa

Diretor de Informação da SIC

Bloco, da glória à quase destruição e agora a quê?

  • 333

Sempre achei as notícias sobre a morte do Bloco de Esquerda claramente exageradas. A sucessão de maus resultados, a saída de cena dos rostos históricos, a liderança bicéfala e as dissidências foram para muitos uma simples conta de subtrair que tendia para zero. Apesar de concordar com a óbvia diminuição de capacidade eleitoral e política do Bloco, duvidei das visões mais apocalípticas ou definitivas. O Bloco nunca foi um epifenómeno e duvido que seja agora que se torne irrelevante.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI