Siga-nos

Perfil

Expresso

A Tempo e a Desmodo

Um exemplo para a minha geração

  • 333

Chamemos-lhe Nuno. Conheci-o há dias numa viagem Coimbra-Lisboa. É um rapaz exemplar e raro. Apesar de ter nascido numa cidade universitária, fez um curso tecnológico no liceu (electrónica na Brotero). A sua opção foi olhada de lado ou gozada sem rodeios. "Esse é o curso dos serranos", diziam. Electrónica, Automação e Comando, rezava a lenda, era coisa de saloios ou mentecaptos. Nuno não é uma coisa nem outra. Com aquele curso, ele queria completar duas coisas: construir e reparar coisas com as próprias mãos levando a teoria à prática e ficar com um canudo que representasse alguma coisa no mercado de trabalho quando completasse dezoito anos. E assim foi. Quando acabou o 12.º ano, tinha várias empresas a ligarem. 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI