Siga-nos

Perfil

Expresso

A Tempo e a Desmodo

Novidade: um ateu a criticar o Islão

"És ateu para criticar o cristianismo, não para criticar o Islão": este podia ser o mandamento de boa parte dos ateus ocidentais: criticam o cristianismo, em particular, e a religião, em geral, mas não tocam no culto mais problemático do momento: o Islão. A tensão entre estas duas pulsões contraditórias chega a ser cómica: querem ser ateus (esquerda clássica) mas depois percebem que esse discurso entra em choque com o politicamente correcto vigente (esquerda pós-moderna) que exige o apoio às causas do "outro"; como grande combatente anti-Ocidente, o Islão é um herói, mesmo quando alberga os maiores fanáticos, os maiores machistas, os maiores homofóbicos.  Sam Harris é a excepção. 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI