Siga-nos

Perfil

Expresso

A Tempo e a Desmodo

Não é piada: temos mais universidades do que Espanha

Henrique Raposo (www.expresso.pt)

Já sabia que todas as cidades e regiões tinham exigido uma auto-estrada nas últimas décadas. Há dias, fiquei a saber pelo Expresso que todas as cidades e regiões também exigiram uma universidade ou, no mínimo, um politécnico. Resultado final desta pulsão regionalista que nenhum governante foi capaz de controlar? Bom, o resultado é uma piada: Portugal tem um número pateticamente alto de instituições de ensino superior (121) e o rácio mais elevado da Europa: 12 instituições de ensino superior por cada milhão de habitantes. A Finlândia, símbolo da qualidade do ensino, só tem 8 por cada milhão de habitantes. Com quase o quíntuplo da nossa população, Espanha só tem 105 universidades ou politécnicos. E a louca Grécia? Com os mesmos 10 milhões de habitantes, os gregos só têm 38 instituições de ensino superior. Não dá para fugir: Portugal tem universidades, politécnicos e cursos a mais. É isto que está a montante do mito da geração mais bem preparada.

Eis, portanto, mais um exemplo para a refundação: temos de escolher entre o trigo e o joio deste universo universitário. As boas faculdades e politécnicos estão a sofrer neste momento, porque somos incapazes de fechar a torneira a quem está a mais. Se queremos proteger as instituições indispensáveis, temos de fechar as instituições de utilidade duvidosa. Só assim conseguiremos concentrar recursos naquilo que interessa. Problema? O governo não tem coragem para fazer essa selecção, e assim lá vai cortando em todos. Os justos que paguem pelos pecadores.