Siga-nos

Perfil

Expresso

A Tempo e a Desmodo

Aborto, freiras e Vaticano

O Vaticano estava em guerra aberta com as freiras americanas. Em 2012, a Congregação para a Doutrina da Fé acusou uma espécie de confederação de freiras dos EUA (LCWR) de infracções graves. Segundo os responsáveis pelo Vaticano, os pecados das irmãs eram estes: passavam demasiado tempo a ajudar marginais e acabavam por ser demasiado flexíveis na questão do direito à vida. A meu ver, a resposta das irmãs foi estupenda. Contra a torre de marfim de Roma, contra estes teóricos de cabeção que nunca tiveram contacto com o pó e a carne da vidinha, as irmãs mantiveram a sua atitude de desafio. Em relação ao aborto, as freiras reafirmaram que o seu trabalho não é julgar, mas sim ajudar. Não, não é ajudar a abortar. É ajudar as mulheres que têm aquelas vidas miseráveis que acabam por conduzir à desesperança e ao aborto.

Para continuar a ler o artigo, clique  AQUI