Siga-nos

Perfil

Expresso

Os filhos de Putin

Putin aproveita o pior da Europa, o pior da esquerda e o pior da direita. O ditador russo sabe que o pacifismo à esquerda vai continuar em negação em nome daquela paz abstracta que os europeus insistem em ver apesar de já estarem rodeados por guerras, invasões e atrocidades russas (Geórgia, Ucrânia, Síria). Quando mata um ex-espião em solo inglês com um agente químico de guerra, Moscovo está precisamente a dizer-nos isso: vocês são cobardes e maquilham essa cobardia com o alegado “pacifismo” que recusa conceber conceitos como guerra e inimigo mesmo quando eles já passaram pelo umbral.

Este pacifismo cruza-se depois com um certo comodismo "trendy" que cede ao poder russo na energia. Foi assim que Gerhard Schroeder, político de esquerda e ex Chanceler, acabou na Gazprom. Repare-se: um político de esquerda com credenciais pacifistas é um dos lacaios de Putin. Não há por aí uma manif ou hashtag?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)