Siga-nos

Perfil

Expresso

A cândida geringonça

A palavra “escândalo” está gasta. Desde a flatulência de cantores até às declarações retiradas do contexto de políticos e escritores, diversas situações provocam todos os dias pseudoescândalos que varrem a net e os média; o primeiro efeito deste histerismo que nunca dorme é o desgaste das palavras, que perdem o seu valor original.

Mas convém recuperar o sentido original da palavra “escândalo”, porque a forma como a geringonça está a tratar o fogo de Pedrógão só pode ser descrita dessa forma. Em primeiro lugar, há o escândalo hobbesiano que nasce do colapso total e inédito do Estado. O Estado nunca tinha falhado desta forma. e esta inédita falha surgiu no consulado de Costa e desta ministra da Administração Interna - primeiros responsáveis diretos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)