Siga-nos

Perfil

Expresso

Vance e LeBron encontram Tocqueville

J. D. Vance é neste momento uma voz à parte na América. Além de ter escrito o livro essencial para compreendermos a implosão da América pobre e branca que vota em Trump num ato de desespero que faz lembrar um suicídio em coro, Vance é um exemplo cívico; ele está de facto a tentar reconstruir a velha estirpe de patriotismo tocquevilliano que fundou a América - esta estirpe não é nem o nacionalismo fechado de Trump nem o globalismo sem raízes.

Vance cresceu numa pequena cidade de aço e ferrugem do Ohio (Middletown). Contrariando a lógica da pobreza, fez o liceu, entrou nos Marines, entrou em Yale, entrou no mundo da advocacia e da consultoria, passou a viver em centros de poder das duas costas (Washington e Silicon Valley). É por isso aliás que escreveu “Hillbilly Elegy”: queria explicar o colapso das comunidades da América branca e profunda a uma elite cosmopolita cada vez mais impiedosa em relação a essa América esquecida. Escrever o livro todavia não foi suficiente.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)