Siga-nos

Perfil

Expresso

Bonnie, Clyde e Trump

“Hell or High Water” é um retrato da América da “grande carnificina” invocada por Donald Trump; é um western moderno que mostra a paisagem desértica e quase pós-apocalíptica de boa parte da América varrida pelo pós-indústria e pela grande recessão 2007/2008. Como escreveu a “Esquire”, “Hell or High Water” retrata o tal mundo que as elites urbanistas desconhecem e muitas vezes desprezam.

Os planos do realizador, David Mackenzie, mostram um Texas árido na geografia e igualmente árido na geografia humana, gente cabisbaixa, fábricas fechadas e ferrugentas, casas abandonadas, um rodopio de quintais com tabuletas a dizer “para venda”, “hipoteca”, uma espiral de decadência de um mundo outrora vibrante. E esta sensação de ruína é bem visível no papel do polícia do filme (Jeff Brigdes), um orgulhoso ranger do velho Texas que se sente perdido nesta decadência económica e no novo clima moral que impede a piadola sobre índios. É uma personagem fordiana, à Ethan Edwards, um homem perdido entre dois tempos, dois mundos, entre o seu mundo em ruínas e o futuro próximo que não compreende.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)