Siga-nos

Perfil

Expresso

Transgénicos e obscurantismo “biológico”

A par da recusa das vacinas, o pós-verdade “biológico” encontra a sua expressão máxima na diabolização dos alimentos geneticamente modificados. A campanha lançada por “ativistas” sobre os transgénicos é ainda mais reveladora da irracionalidade deste pós-verdade biológico, antiquímicos, antiindústria, anticiência, anticivilização humana, pró-Mãe Natureza.

A irracionalidade começa numa inversão moral: vivemos num tempo que aceita alterações genéticas no ser humano, mas já não se aceita uma alteração genética em frutas ou legumes; o tempo que celebra o pós-humano é o tempo que diaboliza a uva sem grainha. Há aqui uma desordem amoral que está a montante da desordem empírica e anticientífica.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)