Siga-nos

Perfil

Expresso

Seja verde, coma cabrito

Agora que está frio já ninguém se lembra do verão, dos incêndios, da cinza no ar que espalha crises de asma. A espuma mediática virou noutro sentido. Mas faça-me um favor, caro leitor: neste Natal, coma cabrito ou muito queijo de cabra. Se a população portuguesa aumentasse o seu consumo de carne ou leite caprino, teríamos uma floresta com menos combustível natural, teríamos um Agosto sem aquele manto asmático. Cá em casa agradecíamos a gentileza.

Lembro-me que há uns anos a ideia de colocar cabras no combate aos incêndios foi gozada na internet. No tempo dos helicópteros, aviões e drones, falar em rebanhos de cabras pode parecer ridículo aos ouvidos dos urbanistas, mas é a solução mais inteligente. Muito mais inteligente do que os helicópteros ou aviões que servem a bravata pirómana do nosso verão.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)