Siga-nos

Perfil

Expresso

Vela liberal, âncora católica

Mais do que uma mera barreira contra Le Pen

Reuters

A França precisa de um verdadeiro centro-direita que ultrapasse o gaullismo, que tem dois grandes problemas. Em primeiro lugar, está parado no tempo. Intelectuais aronianos como Nicolas Baverez andam há décadas a pedir uma rutura contra esta aristocracia gaullista, porque os velhos gaullistas recusam ver as mudanças no mundo, recusam aceitar a decadência da França e, por conseguinte, diabolizam as reformas necessárias à ressurreição da grande França. Em segundo lugar, o gaullismo não é muito diferente do socialismo.

Não há diferenças de fundo entre Chirac/Juppé e a esquerda. O gaullismo é tão jacobino como a esquerda no desprezo pela fé e tão socialista como a esquerda no desprezo pela liberdade económica das empresas. Debaixo da alegada grandeur, o estado gaullista esmaga os corpos intermédios da sociedade, isto é, as raízes tocquevillianas: a igreja e a família ao nível social e moral, a empresa ao nível económico. A rutura católica e liberal representada por Fillon é uma oportunidade histórica que vai muito além da mera contenção de Le Pen.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)