Siga-nos

Perfil

Expresso

Derrota intelectual de Costa, derrota política de Passos

As empresas exportadoras continuam a salvar a pátria. As empresas que exportam, sobretudo a partir do Minho, Porto e Aveiro, continuam a mostrar uma resiliência que ainda não encontrou eco nos média de Lisboa; é uma resiliência que tem de saltar dos cadernos de economia para o centro da narrativa. Sim, as empresas que exportam continuam a salvar-nos, apesar de operarem a partir de um país que tem políticos como Catarina Martins, que ainda há meses afirmou que as exportações são uma treta.

Pois é esta treta que está a salvar a geringonça. O que é irónico: uma ideia desprezada pela esquerda (uma economia baseada na força das empresas exportadoras) é o único cimento da coligação de esquerdas. No ramerrame da politiquice, este cimento vai solidificar em redor da glorificação deste crescimento de 1,6%. Contudo, na política mais profunda, este valor é a derrota da via económica das esquerdas, que se baseava no consumo privado.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)