Siga-nos

Perfil

Expresso

A questão alemã

  • 333

A velha questão alemã não muda há 150 anos: a Alemanha é demasiado grande para a Europa. Em consequência, a questão que define os grandes estadistas alemães desde Bismarck também é a mesma: como filtrar e domesticar o poder alemão, evitando a agressividade natural daqueles que se sentem mais poderosos? É o velho duelo entre o expansionismo de Guilherme e a contenção de Bismarck. O grande obreiro da unificação dos povos alemães em 1871, Bismarck é muitas vezes mal entendido.

Sim, ele conduziu guerras de expansão alemã, mas essas guerras tiveram um sentido quase defensivo, o sentido da consolidação de fronteiras sólidas da nova Alemanha; a sua intenção não passava por um imperialismo germânico. Esse era o sonho de Guilherme.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)