Siga-nos

Perfil

Expresso

A igreja não é uma geringonça

  • 333

A esquerda portuguesa está no mesmo sítio há 200 anos; não se deslocou um milímetro em dois séculos; está há oito gerações a dizer a mesma coisa, mas julga-se moderníssima. Essa “modernidade” jurássica é o ódio jacobino a qualquer manifestação cristã. Claro que este despeito se torna ainda mais provocador quando a esquerda sente a força de uma maioria conjuntural, tal como sucedeu no último ano.

A artificial maioria da geringonça fez um lifting às rugas bicentenárias. Tudo começou com o ataque aos colégios católicos com contratos de associação. Não interessa saber se o colégio com contrato de associação é melhor do que a escola estatal, nem interessa saber se esse contrato é menos dispendioso para o contribuinte do que a escola estatal. O que interessa é atacar a igreja.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)