Siga-nos

Perfil

Expresso

A cobardia de Marcelo é uma ameaça

  • 333

Marcelo Rebelo de Sousa foi, é e será sempre cobarde. E o maior sintoma dessa cobardia é aquela vontade quase infantil de ser amado por todos, de receber palmadinhas de toda a gente, de ter colinho em todas as barraquinhas. No fundo, Marcelo só pode ser o Marcelinho, o menino que faz beicinho para ter miminho, nem que seja numa patética flash interview de um jogo de futebol.

Este indivíduo está na vida pública há mais de quarenta anos mas parece o recruta zero, vive paralisado pelo medo de ser criticado, pelo medo de ser odiado por este ou aquele, por esta ou aquela sensibilidade política, cultural, religiosa ou futebolística. É por isso que se transformou no Nicholas Sparks da política.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)