Siga-nos

Perfil

Expresso

É a identidade, estúpidos!

  • 333

Devemos desconfiar das explicações económicas. O homem não é o homo economicus proclamado pela esquerda e por muitas escolas de direita. As sociedades reagem mais a identidades ideológicas e nacionais do que a questões materiais. Não é por acaso que, ao longo da história, dezenas de entidades políticas escolheram o suicídio colectivo.

Sobreviver implica muitas vezes mudar de identidade e de valores e, em muitos casos, as sociedades escolheram e escolhem a identidade decadente e não a adaptação reformista. Não, Darwin não nos explica. O cifrão pode ser um factor, com certeza, mas está situado a jusante da corrente, não a montante. Ora, a ascensão de Trump tem sido explicada pelo lado económico, pela imagem do americano médio enfurecido com a globalização que deslocaliza fábricas para México e China, deixando a classe operária e a baixa classe média brancas num desamparo inédito e mergulhadas num ressentimento cavalar contra o crescente número de bilionários.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)