Siga-nos

Perfil

Expresso

Trump é o triunfo do Twitter

  • 333

O fundador do Twitter usa pouco o Twitter. Jack Dorsey inventou uma ferramenta que torna impossível o silêncio mental de uma sociedade inteira, mas ele próprio não usa muito a geringonça. Parece que gosta de estar em silêncio e isolado para conseguir trabalhar em condições. Faz bem. O Twitter, o Facebook e a afins criam um permanente manto de poluição sonora que está a afectar a capacidade analítica da sociedade, em geral, e dos jornalistas, em particular. Os média acabam por amplificar a tal poluição sonora, pois só ouvem aqueles que gritam mais alto no meio da chinfrineira.

Não é difícil perceber que uma sociedade de gritos e sem mediação entre os acontecimentos e o pensamento sobre esses acontecimentos é também uma sociedade pronta para os Trumps. Neste clima hiper-acelerado e sempre emotivo, só há espaços para os extremistas. O extremista, recorde-se, é aquele tipo que reduz a complexidade da realidade a uma frase de 140 caracteres.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)