Siga-nos

Perfil

Expresso

Sines e a dormência da agenda

  • 333

A agenda noticiosa é um gambozino que já desisti de compreender. Os silêncios e as hipérboles deste estranho animal são fenómenos sobrenaturais com a sua própria gramática. Por exemplo, Moçambique está em estado de pré guerra civil há meses, mas a agulha do jornalismo português não registou o terramoto. Há dias, o primeiro navio americano cheio de gás de xisto aportou em Sines, completando assim a primeira importação europeia deste gás americano.

A importância do episódio fala por si, mas a agenda portuguesa não se mexeu. É só Marcelo, Geringonça, PEC e Simbas. Vergílio Ferreira é que tinha razão: “jamais na Assembleia da República se discutiu o problema principal do país, que é como criar riqueza. O que se discute é como distribuir riqueza. Como se houvesse um monte dela e a questão fosse apenas a da sua divisão”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)