Siga-nos

Perfil

Expresso

Portugueses e brasileiros: mútua snobeira

  • 333

Vários amigos têm questionado o meu silêncio sobre a crise brasileira. Pá, é um tema premente da actualidade! Sucede que não conheço o Brasil real do aqui e agora, só conheço o Brasil literário ou os diversos “Brasis” literários do presente e passado, o de Rubem Fonseca, o do Nelson Rodrigues, o de Jorge Amado, o de Guimarães Rosa, o de Ubaldo, o de Euclides da Cunha, o de Machado de Assis, o de Nassar, o de Drummond, tudo malta do cânone cá de casa que irei transmitir às minhas filhas antes mesmo de lhes transmitir autores portugueses.

Ora, conhecer alguma literatura brasileira não autoriza opiniões sobre Dilma, Lava Jacto e sistema político brasileiro, até porque nunca fui ao Brasil. Opinar sobre a crise brasileira seria portanto um acto de snobeira intelectual. Mas, se calhar, os portugueses faziam bem em seguir o exemplo cá de casa: opinar menos sobre o Brasil da TV e ler mais os “Brasis” literários. É que o tal português do Brasil, tão desprezado por uma incompreensível snobeira, seria um bálsamo para a nossa cabecinha.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • Mais de 30 estradas em nove estados brasileiros foram cortadas esta manhã em protesto contra Michel Temer. Organizados pela Frente Povo Sem Medo, os bloqueios atingem sobretudo o sul de São Paulo e estendem-se ao Rio de Janeiro e a Brasília, entre outras cidades

  • Senadora pelo Rio Grande do Sul (Partido Progressista), no Brasil, afirma que as instituições estão a funcionar com total independência e que o país saberá enfrentar as adversidades