Siga-nos

Perfil

Expresso

A globalização salvou milhões (com ou sem offshores)

  • 333

A esquerda adora pegar em qualquer escândalo capitalista para xingar a globalização como o Fernando Madureira xinga o Benfica. Mas convém recordar que foi a globalização (e não a esquerda europeia) que retirou milhões da pobreza por esse mundo fora. Vamos a números. Em 1990, a pobreza extrema atingia 1.926 milhões de pessoas; estes miseráveis dos miseráveis eram 1.751 milhões em 1999. Em 2015 eram "apenas" 836 milhões. É metade do valor de 1990.

Ou seja, a globalização cortou para metade a pobreza extrema à escala mundial. No futuro, quando olharmos para trás, o que será mais importante na análise do início do século XXI: escândalos de corrupção como o Panamá Papers cujo perímetro alcança alguns milhares de milionários ou esta diminuição sem precedentes da pobreza cujo perímetro é de 800 milhões de pessoas - fora as outras centenas de milhões que saíram da pobreza para entrar na classe média?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso)