Siga-nos

Perfil

Expresso

Podemos falar dos Buffett-Gates Papers?

  • 333

Bill Gates e Warren Buffett lideram uma organização de milionários, a Giving Pledge, que faz filantropia a uma escala bíblica. Eles são os Cecil B. De Mille da bondade. Para entrar na Giving Pledge, cada milionário tem de jurar que doará pelo menos 50% da sua riqueza para projectos de filantropia. Buffett doará 99%, Gates 95%. Entretanto, eles e os outros 143 membros desta irmandade que mistura Tio Patinhas e São Lucas lá vão resolvendo alguns problemazinhos.

Por exemplo, a poliomielite está a ser erradicada da face do planeta graças ao trabalho de Melinda Gates. Ora, porque é que a grandeza moral destes Buffett-Gates Papers não tem nem metade do buzz mediático dos Panamá Papers e afins? Daqui a umas décadas, quando olharmos para trás, o que será mais importante na análise do início do século XXI: escândalos de corrupção (que são uns constante na história) ou o desaparecimento de doenças à escala global graças ao esforço de milionários americanos (algo que me parece inédito)?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso)