Siga-nos

Perfil

Expresso

A morte do gajo porreiro

  • 333

Rising morbidity and mortality in midlife among white non hispanic americans”, de Anne Case, antropóloga, e Angus Deaton, Nobel da economia, é um artigo académico que não ficará confinado aos salões e jargões obscuros da academia ultra especializada e ultra irrelevante. É que as contas de Deaton e a narrativa de Case explicam em parte o sucesso do populismo nacionalista de Trump e, já agora, de todos os populistas de esquerda e direita que estão a apostar no ressentimento em relação ao exterior, à globalização, ao estrangeiro.

Sim, de direita e de esquerda. Os incensados Bernie Sanders e Tsipras estão dentro deste perigoso perímetro a par de Le Pen e Trump. Estão os quatro de braço dado. É o cordão humano do populismo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI