Siga-nos

Perfil

Expresso

Os muçulmanos não são os novos judeus

  • 333

Por toda a Europa, polícias, políticos e jornalistas esconderam do público um número alarmante de violações levadas a cabo por muçulmanos. Quando foram apanhados, percebemos que estavam a laborar numa mentira que julgavam bem intencionada: não queriam dar argumentos à extrema-direita. Ora, o que esta gente não percebe é que a extrema-direita não está a crescer por causa deste ou daquele episódio de violência muçulmana.

Os Le Pen estão a crescer devido ao silêncio dos média, dos partidos tradicionais e até da polícia. Os 6.5 milhões de eleitores de Le Pen não são todos fascistas ou racistas. Alguns são, com certeza, mas o grosso daquele número é composto por gente normalíssima que está farta do duplo padrão moral que sentem todos os dias. Se violar uma mulher, um homem branco é evidentemente uma besta. Se violar uma mulher com um grupo de amigos, um homem muçulmano tem direito a uma barragem de desculpas e contextualizações.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI