Siga-nos

Perfil

Expresso

O futebol é a única coisa que nos une

  • 333

Como tantos outros australianos, Eric Bana é estrela de Hollywood. Mas, apesar do sucesso, não esquece o tempo em que era apenas um miúdo dos subúrbios de Melbourne, Eric Banadinovic; não esquece os velhos amigos de infância, não esquece o carro que unia essa rede de amizades: um Ford GT Falcon Coupe igualzinho ao carro de Mel Gibson em “Mad Max” (filmado no faroeste australiano).

Mesmo hoje em dia, Eric Bana volta sempre a casa para ser Eric Banadinovic, para estar de volta do seu velhinho Ford, para participar em corridas amadoras e, sobretudo, para conviver com os seus quatro amigos de sempre, aqueles que passaram a juventude na garagem de Bana a arranjar e retocar o Ford GT vezes sem conta. Eles estavam sempre juntos em redor daquela âncora com quatro rodas e centenas de cavalos. Em jeito de crónica, Eric Bana fez um filme sobre esta relação. “Love the Beast” (“Paixão Pela Velocidade”) é um filme nostálgico sobre a sociedade que foi destruída pela net e por esse belzebu tecnológico que se chama telemóvel inteligente.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI