Siga-nos

Perfil

Expresso

O seu filho não é hiperativo (você é que é hiperprotetor)

  • 333

Não, o seu filho não é hiperativo e não precisa de tomar medicamentos do baú do Júlio de Matos; ele não precisa de psicotrópicos, só precisa de esfolar os joelhos. Não passe pela farmácia, passe pelo jardim. Meu caro, se me permite, vou aqui refazer o dia normal do seu garoto. Ele acorda, toma os cereais enquanto vê desenhos animados que nem sequer são desenhos animados; sim, os bonecos de hoje não contam uma história, são aulas subliminares de matemática ou inglês. Ele entra no carro, sai do carro agarrado à sua mão e entra na escola onde suporta aulas de 90 minutos com dois ou três intervalos de dez minutinhos.

Ou seja, nunca queima energias, não tem tempo para brincar, pular, suar, jogar à bola, jogar à apanhada, brincar à luta, esfolar os joelhos. Sai da escola pela sua mão, entra no carro, sai do carro pela sua mão, entra no instituto de inglês ou na escola de informática ou na academia de ballet ou em qualquer outra atividade extracurricular que soterra a sua liberdade; volta a entrar no carro, entra em casa e ainda tem de fazer os trabalhos de casa da escola e do instituto de inglês. Em doze horas, não brincou, não correu, não teve permissão para fazer garotadas.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI