Siga-nos

Perfil

Expresso

Publicidade dirigida a crianças é sacanice

  • 333

Ontem, como de costume, fui levar a pequena à escola e tinha à minha espera um espectáculo novo. Ao longe, a rapariga parecia uma daquelas miúdas que entrega os jornais gratuitos nos semáforos, pois tinha uma bandeira de publicidade presa às costas; a bandeira estava tão bem presa que a rapariga até parecia um dos soldadinhos de Kurosawa. Achei estranho. Porque é que estão a distribuir o “Destak” à porta da escola? Mas, afinal, a bandeira era de uma grande superfície comercial e a menina estava a distribuir catálogos gigantescos de brinquedos. Imaginem a vossa criancinha a ser tentada por umas Páginas Amarelas de bonecas, vestidos e legos numa manhã fria de segunda-feira. A minha reacção não foi graciosa, não deixei que a serpente tentasse a pequena e disse à rapariga que isto não se faz, isto é batota.

Sim, batota, sacanice, manigância. Dar catálogos de brinquedos à porta de escolinhas com crianças de 3 anos é pulhice. Gosto muito de economia de mercado, sim senhor, viva a iniciativa e não sei quê, mas colocar um caldeirão de brinquedos-por-comprar à porta das escolas é uma entrada a pés juntos que merece cartão vermelho.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI