Siga-nos

Perfil

Expresso

Não, não choro pelos gregos

  • 333

Lamento, mas os gregos não me comovem. Lamento, mas se é para chorar, prefiro chorar pelos ucranianos que estão a levar com bombas porque quiseram ser europeus perante o silêncio cobarde da Europa e perante o apoio que os gregos estão a dar à ditadura que larga bombas na Ucrânia. Lamento, mas se é para chorar, prefiro chorar pelos bálticos ou finlandeses que acordam todos os dias com medo da Rússia, mas que têm de ajudar no Eurogrupo o país europeu (Grécia) que apoia Putin. Lamento, mas se é para chorar, prefiro chorar pelos africanos e muçulmanos que todos os dias querem entrar na Europa perante o desprezo dos europeus. Lamento, mas não choro por um povo, o grego, que se encontra num transe nacionalista, anti-europeu e anti-democrático (Varoufakis já diz coisas como “como se atrevem a fazer perguntas impertinentes?”). 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI