Siga-nos

Perfil

Expresso

Benfica: winter is not coming

  • 333

O meu benfiquismo era um pedacinho sportinguista. Não me lembrava dos grandes períodos de glória que viviam num ar rarefeito, antigo e inacessível à minha curta idade; ano após ano, era engolido pelos efeitos da revolução Pedroto, isto é, começava a perder assim que passava o Mondego e, quando chegava ao Douro, já tinha assinado a rendição a bordo do autocarro apedrejado. Ir às Antas era um pró forma. E, verdade seja dita, jogar na Luz também não era garantia contra derrotas, humilhações, sessões de sodomia às mãos do Sade nortenho. Winter is coming era a nossa maldição. Não, a maldição principal não era a de Guttman, mas a de José Maria “Stark” Pedroto, o senhor do Norte que desvitalizou o meu benfiquismo, transformando-o numa espécie de sportinguismo popular. Com uma agravante: os sportinguistas aceitam a derrota com uma naturalidade comovente. Nós não; nós não éramos bicampeões há 31 anos, mas mantínhamos um ego gigantesco movido a memórias que nem sequer eram nossas. 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI