Siga-nos

Perfil

Expresso

25 de Abril: tudo o que mudou

  • 333

Amanhã o 25 de Abril faz anos e esta Coluna não se podia alhear desta data tão redonda como as 42 primaveras da liberdade. Decidiu por isso fazer uma comparação muito criteriosa sobre como eram as coisas antes da revolução e depois da revolução. Aqui vão os pontos que me parecem principais:Amanhã o 25 de Abril faz anos e esta Coluna não se podia alhear desta data tão redonda como as 42 primaveras da liberdade. Decidiu por isso fazer uma comparação muito criteriosa sobre como eram as coisas antes da revolução e depois da revolução. Aqui vão os pontos que me parecem principais:

  1. Antes do 25 de Abril de 1974 havia uma guerra colonial com soldados no terreno. Nós éramos o império e combatíamos os que se queriam libertar. Agora, a única guerra colonial em curso é sobre a propriedade dos bancos e a colónia somos nós.
  2. Antes do 25 de Abril de 1974 não havia liberdade de expressão, nem de reunião, nem de associação. Agora há e as pessoas preferem o ‘Correio da Manhã’ para saber o que se passa; gostam de se reunir virtualmente através de computadores e smartphones e associam-se em grupos de lesados da Banca.
  3. Antes do 25 de Abril de 1974 não havia propriamente eleições nem direito voto livre. Agora a maioria das pessoas tem esse direito, mas não vota.
  4. Antes do 25 de Abril de 1974 havia presos políticos. Agora só há políticos presos.
  5. Antes do 25 de Abril de 1974 não havia acesso à saúde nem à educação nem às reformas e as pessoas não protestavam. Agora há acesso à Saúde e Educação e as pessoas protestam.
  6. Antes do 25 de Abril de 1974 a emigração era muito grande. Agora também.
  7. Antes do 25 de Abril de 1974 havia tortura. Agora há programas de manhã nas televisões.
  8. Antes do 25 de Abril de 1974 não havia liberdade de criação artística. Agora há, mas é pouco praticada.
  9. Antes do 25 de Abril de 1974 não se podia dizer mal do Governo, mas devia-se dizer mal da oposição. Agora os portugueses dizem mal do Governo, mas também dizem mal da oposição

Perguntam inúmeros portugueses se foi para isto que fizemos o 25 de Abril. E a minha resposta é: claro que foi. Fizemos o 25 de Abril para poder dizer bem e mal, para poder votar ou não, para nos associarmos como quisermos, para ler o jornal que preferimos e para podermos fazer crónicas que acabam com a frase: este país é uma desgraça e um lugar mal frequentado.

Numa palavra, fizemos o 25 de Abril e só numa coisa andámos para trás: o Bilhete de Identidade, que servia para ambos os sexos, foi substituído pelo sexista Cartão do Cidadão. Qualquer dia temos de fazer outro 25 de Abril.