16 de abril de 2014 às 14:08
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  Bibi pede desculpa a Paulo Pedroso

Bibi pede desculpa a Paulo Pedroso

Carlos Silvino pediu hoje desculpa a Paulo Pedroso e terá de pagar-lhe um cêntimo. Antigo motorista da Casa Pia foi acusado pelo ex-ministro de difamação.
Lusa
Bibi diz que apontou o nome de Pedroso quando estava medicado Manuel de Almeida/Lusa Bibi diz que apontou o nome de Pedroso quando estava medicado

O mandatário de Paulo Pedroso aceitou hoje em tribunal um "pedido de desculpas" de Carlos Silvino, tendo esta atitude permitido que o principal arguido do caso Casa Pia ficasse isento de pena num processo de difamação movido pelo ex-ministro socialista.

Durante o julgamento por difamação num processo em que Paulo Pedroso pedia uma indemnização cível de 150 mil euros, Carlos Silvino justificou que incriminou o antigo deputado socialista a mando do inspetor Dias André da Polícia Judiciária (PJ), que lhe terá dito para apontar para a fotografia de Paulo Pedroso na identificação dos alegados abusadores sexuais de alunos casapianos.

Carlos Silvino alegou ainda que quando apontou o nome de Paulo Pedroso "estava medicado".

Silvino iliba Pedroso


Na sessão de hoje nos Juízos Criminais de Lisboa, Carlos Silvino ilibou ainda Paulo Pedroso dos alegados abusos ocorridos numa casa em Elvas e, face às explicações hoje prestadas em tribunal, João Pedroso, advogado do irmão Paulo Pedroso, decidiu reduzir o pedido de indemnização cível de 150 mil euros para o valor simbólico de "um cêntimo".

A defesa oficiosa de Silvino aceitou a proposta e beneficiou também da aceitação por parte do assistente Paulo Pedroso do "pedido de desculpas" feito em tribunal, pelo que o caso ficou na prática encerrado.

João Pedroso requereu, contudo, ao tribunal que, face ao teor das declarações hoje feitas por Carlos Silvino relativamente ao inspetor da PJ Dias André (já aposentado), seja extraída uma certidão para que o Ministério Público (MP) venha a abrir uma investigação ao sucedido na fase de inquérito do processo Casa Pia.

À saída do tribunal, João Pedroso disse aos jornalistas que só ficará satisfeito quando o MP investigar o que se passou, dando seguimento aquilo que tem vindo a ser pedido pelo seu irmão desde 2003.

Pedroso não foi a julgamento


Já depois de ter sido condenado a 18 anos de prisão no julgamento do processo Casa Pia, que terminou em setembro de 2010, Carlos Silvino declarou, em entrevista à revista "Focus", que implicou indevidamente os restantes arguidos e que ele próprio estava inocente, justificando que os seus depoimentos foram prestados quando estava "sob medicação".

Paulo Pedroso foi arguido e acusado no processo Casa Pia, chegando a estar preso preventivamente, mas não chegou a ir a julgamento por decisão da juíza Ana Teixeira e Silva, do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa.

Além de Carlos Silvino, foram condenados neste processo, relacionado com crimes sexuais com menores da Casa Pia de Lisboa, o apresentador de televisão Carlos Cruz, o embaixador Jorge Ritto, o advogado Hugo Marçal, o médico Ferreira Diniz e o ex-provedor da instituição Manuel Abrantes.

Comentários 8 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Não estranho...
Afinal entre "velhos conhecidos" e relembrando o televisivo "perdoa-me" lá levou o Bibi o ramito de flores da ordem.

Ainal, foi tudo um mal entendido.

"Que parvo que eu sou"
Quanto mais fala
Mais se enterra a ele e aos outros então este PP é obra.
Todos os pedófilos são iguais
mas os políticos são intocáveis...
Lindos meninos!
Vendeu-se por um cêntimo
Mas alguém acredita no negócio?
Trinta
Deviam ser 30 cêntimos, o valor da indemnização, sempre lhe podiam atribuir uma carga religiosa e de seguida partir para uma benção papal de todos os arguidos condenados, com o Bibi à frente a fazer o papel de arrependido e sem efeito de medicamentos. Isto chegou a um estado onde não há vergonha, nem decência.
É só mais um processo verdadeiramente VERGONHOSO!
.
Naturalmente
O Sr. Dr. Juiz que foi retirado do caso enganou-se nas datas de 3 arguidos. Como tal, eles puderam "provar" que estavam noutros locais na altura dos factos...

2 políticos e um comediante. Adivinhem quem são. Assim, pode bem "perdoar". É bonito, caramba.
Que vergonha de país
Este Paulo Pedofilo, perdão,Pedroso, devia estar preso há muito tempo.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub