24 de abril de 2014 às 5:48
Página Inicial  ⁄  Dossiês  ⁄  Dossies Atualidade  ⁄  Bento XVI em Portugal  ⁄  Bento XVI leva Portugal no coração

Bento XVI leva Portugal no coração

"Continue esta gloriosa Nação a manifestar a grandeza de alma, profundo sentido de Deus, abertura solidária, pautada por princípios e valores bebidos no humanismo cristão", disse o Papa no discurso de despedida. Clique para aceder ao índice do dossiê Bento XVI em Portugal
Lusa
O Porto brindou o Papa com um banho de multidão Hugo Delgado/EPA O Porto brindou o Papa com um banho de multidão

O Papa disse levar "guardada na alma a cordialidade" do acolhimento "afetuoso" que recebeu em Portugal e manifestou o desejo de que a visita que hoje termina se torne num "incentivo para um renovado impulso espiritual e apostólico" dos católicos.

Clique para aceder ao índice do dossiê Bento XVI em Portugal

Ao falar no aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, antes da partida para Roma, Bento XVI agradeceu ao Presidente da República (ver caixa no final do texto) o acompanhamento que fez à visita do Papa, ao Governo, aos bispos e às autoridades civis e militares "que se desdobraram em visível dedicação ao longo de toda a viagem" e deixou um apelo à população residente em Portugal.

"Não cesse entre vós de crescer a concórdia, essencial para uma sólida coesão, caminho necessário para enfrentar com responsabilidade comum os desafios com que vos debateis", exortou o pontífice.

"Continue esta gloriosa Nação a manifestar a grandeza de alma, profundo sentido de Deus, abertura solidária, pautada por princípios e valores bebidos no humanismo cristão", deixou expresso o Papa, que adiantou ter rezado em Fátima "pelo mundo inteiro, pedindo que o futuro traga maior fraternidade e solidariedade, um maior respeito recíproco e uma renovada confiança e confidência em Deus".

Bênção apostólica


Nesta cerimónia de despedida no aeroporto do Porto, Bento XVI sublinhou ainda a "energia entusiasta das crianças e dos jovens, a adesão fiel dos presbíteros, diáconos e religiosos, a dedicação dos bispos, a procura livre da verdade e da beleza patente no mundo da cultura, a criatividade dos agentes de pastoral social, a vibração da fé dos fiéis nas dioceses" visitadas.

No final, o Papa deixou ainda a sua bênção apostólica, "portadora de esperança, de paz e de coragem", que disse implorar "pela intercessão de Nossa Senhora de Fátima".

O Papa Bento XVI termina hoje uma viagem de quatro dias a Portugal, com passagens por Lisboa, Fátima e Porto.

"Pecado da Igreja"


Nos diversos momentos de intervenção, o Papa deixou algumas mensagens, tendo o primeiro dia ficado marcado pelas declarações que fez ainda no avião Papal que o levou de Roma a Lisboa a propósito dos escândalos de pedofilia que têm afetado a Igreja Católica.

Segundo o Papa, a "maior perseguição à Igreja" não vem de "inimigos de fora, mas nasce do pecado da Igreja".

Ainda nesse dia, referiu-se ao centenário da República Portuguesa, afirmando que a viragem republicana, operada há cem anos, abriu na distinção entre a Igreja e o Estado, um espaço novo de liberdade para a Igreja".

O encontro com o "mundo da cultura", em Lisboa, a condenação do aborto e a defesa do casamento heterossexual, em Fátima, e a mobilização de fiéis que conseguiu no Porto foram outros momentos que marcaram a visita de Bento XVI a Portugal.

Cavaco fala em país revigorado

O Presidente da República despediu-se hoje do Papa no Porto sublinhando que o país o vê partir "revigorado pela mensagem de esperança e confiança" que deixou nesta visita de quatro dias a Portugal.

"Portugal despede-se de vós revigorado pela mensagem de esperança e confiança que nos deixais. Vemos partir o Santo Padre com um sentimento que nenhuma outra língua ainda soube traduzir em toda a sua profundidade e que reservamos aos que nos são mais queridos, a saudade", afirmou o Chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, no aeroporto Sá Carneiro.

Num breve discurso, onde não fez qualquer alusão às intervenções de Bento XVI em Portugal, nomeadamente ao apoio que manifestou quinta feira a medidas contra a prática do aborto e à defesa do casamento heterossexual, Cavaco Silva lembrou as "impressionantes molduras humanas" que o acolheram em Lisboa, Fátima e no Porto e "as manifestações de profunda devoção e júbilo" que marcaram esses momentos.

 Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Saiba todos os passos e horários do programa oficial da visita do Papa Bento XVI a Portugal, entre 11 e 14 de Maio clicando em Programa da visita de Bento XVI a Portugal
Comentários 6 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Bento XVI leva Portugal no coração
O Papa leva Portugal no coração e na bagagem além de outras recordações um garrafa de Porto, que segundo dizem um grande apreciador desse saboroso néctar. Será o próximo reforço secreto do Benfica, mas também da Selecção. Se não jogar poderá sempre rezar, porque se não fizer bem, mal não faz de certeza.
Boa viagem Bispo de Roma
Correu tudo bem, Portugal não ficou mal na foto e quando quiser voltar a porta está sempre aberta.
Uma Diplomacia Necessária...

Apenas passei por aqui para agradecer a benevolência do Pontífice para com todos que, mesmo diante da miséria social, se alimentam na Fé Espiritual e vivem na Esperança de um Futuro digno... Agradeço-Lhe também por não ter excomungado o revoltado comentador Paulo Pedroso!...

Que a Paz Permaneça sobre todos nós e a Luz do Santíssimo nos Ilumine para Sempre, Amém!...

Boa Viagem e Volte Sempre!...
Re: Uma Diplomacia Necessária... Ver comentário
Re: Uma Diplomacia Necessária... Ver comentário
"NA" (e não "DA")
Pecado NA Igreja (e não da Igreja)
a tradução está mal feita
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub