Anterior
Boulahrouz confirmado no Sporting
Seguinte
Ministro francês considera salário de Ibrahimovic "indecente"
Página Inicial   >  Desporto  >   Benfica vence Fundação Luís Figo em jogo solidário

Benfica vence Fundação Luís Figo em jogo solidário

Os encarnados golearam hoje a equipa de Figo&Resto  do Mundo, num jogo de futebol solidário.
Lusa |
A Fundação Luís Figo organizou este jogo de futebol de solidariedade intitulado "um gesto contra a fome
A Fundação Luís Figo organizou este jogo de futebol de solidariedade intitulado "um gesto contra a fome / Mário Cruz/Lusa

Os reforços do Benfica Ola John e Hugo Vieira,  Rodrigo Mora e Pedro Mantorras deram hoje a vitória frente à equipa de Figo&Resto  do Mundo, em jogo de futebol de solidariedade intitulado "um gesto contra  a fome".


No encontro que também serviu de despedida dos relvados do ex-internacional  angolano, o público manteve-se em grande sintonia com Figo, Rui Costa, Paulo  Futre, Ronaldo o "fenómeno" e o apresentador de televisão Fernando Mendes. Contudo, o holandês Ola John foi o primeiro a destacar-se, ao inaugurar  o marcador, aos 24 minutos, quando recebeu um passe da direita e, solto  na cara de Toldo, desviou para golo. Pouco antes, tinha sido o internacional  português Pauleta a "tirar" tinta na baliza defendida por Paulo Lopes, após  uma magnífica assistência do bola de ouro Luís Figo.


Sem incutirem velocidade, até porque do lado da equipa de Figo&Resto  do Mundo a "idade" já não permite grandes veleidades, sempre foi dando para  que Edgar Davids contagiasse o público com as "explosões" que o caracterizam.

Humor em campo

O maior momento da noite, literalmente, pertenceu ao apresentador Fernando  Mendes. O conhecido humorista e adepto dos "rivais" do Sporting fez várias  triangulações com a bola, deixando os jogadores do Benfica parados a olhar,  para de seguida Salgado lançar mais uma ofensiva que acabou por "morrer"  nos pés de Maxi Pereira. Mas, se Sven-Goran Eriksson ia aproveitando para rodar a equipa, Jorge  Jesus não se ficava atrás e terminou o primeiro tempo com seis alterações.  Rui Costa e Djaló foram os mais aplaudidos pelo público com este último  a jogar como defesa direito, à semelhança do que já tinha acontecido no  Estágio em França. 


Se na primeira parte o pontapé de saída tinha pertencido ao "rei" Eusébio,  no segundo tempo foi a vez de Kezman tocar para Élber, já com Rui Costa  a ter garantido a "transferência" para a equipa de Figo. 

O Benfica manteve a superioridade do primeiro tempo e, aos 50 minutos,  Rodrigo Mora ampliou a contagem, mesmo na boca da baliza, agora defendida  pelo antigo internacional português Ricardo, depois de uma assistência de  Bruno César, de primeira. 

No momento em que os ecrãs gigantes do Estádio da Luz passavam um vídeo  de homenagem a Pedro Mantorras, Dimas, ex-internacional português, derrubou  o reforço encarnado Hugo Vieira dentro da área levando o árbitro helvético  Massimo Bussaca a assinalar grande penalidade que acabaria por ser convertida  por Rodrigo Mora. 

'Despedida' de Mantorras

Aos 69 minutos a Luz colocou-se de pé para aplaudir a entrada de Pedro  Mantorras, para o lugar de Cardozo, com o angolano a receber vénias por  parte do público e aos 78 ampliar a contagem (4-0) para o delírio nas bancadas  depois de uma escorregadela do antigo companheiro no Benfica Hélder que  o deixou na cara de Ricardo. 

Pedro Mantorras poderia ter "bisado", mas não quis ceder ao desejo de  Bruno César, sozinho na área, aos 85 minutos, o que "obrigou" Hugo Vieira  a fazer o gosto ao pé e ampliar a contagem, antes do humorista Ricardo Araújo  Pereira e do apresentador de rádio Pedro Ribeiro "reforçarem" o ataque das  águias... sem conseguir marcar. 

Antes do apito final Massimo Bussaca viu o guarda-redes Mika a cometer  falta sobre o brasileiro Roger assinalando de pronto grande penalidade,  convertida por Yorke, que selou o resultado. 
 


 


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 3 Comentar
ordenar por:
mais votados
Foi bonito
Tanto a iniciativa como o espetáculo foram admiráveis.
Não vamos falar em qualidade futebolistica, dado tratar-se de um jogo "a brincar", mas mesmo a feijões o BENFICA ganha sempre. Parabens ao Figo, ao Maestro RC10, e ao fenómeno PM9 (Pedro Manuel Mantorra) que será sempre um glorioso benfiquista... Força Benfica
Ah ah ah , ganha sempre?????
Espero bem...

que o dinheiro seja entregue aos destinatários....

e não vá parar a um qualquer paraíso fiscal...

Como sempre o Estado, como mendigo, também vai buscar a sua parte...
Comentários 3 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub