112
Anterior
CERN anuncia descoberta da 'partícula de Deus'
Seguinte
França contrata dezenas de enfermeiros portugueses
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >  BE e Verdes querem acabar com touradas na TV

BE e Verdes querem acabar com touradas na TV

Parlamento discute hoje propostas do Bloco de Esquerda e de Os Verdes para acabar com a transmissão de touradas na televisão portuguesa. Associação Prótoiro fala em "ditadura cultural".
Lusa |
Touradas fora da TV, propõe o BE
Touradas fora da TV, propõe o BE / Nuno Botelho

A exibição televisiva de touradas está hoje em discussão no Parlamento, que debate projetos lei do Bloco de Esquerda (BE) e de Os Verdes, com a contestação das associações representativas dos setores ligados aos animais.

O BE, através de dois projetos de lei, defende o fim dos apoios públicos aos espetáculos que inflijam sofrimento físico ou psíquico ou provoquem a morte de animais e a alteração à lei da televisão para impedir a transmissão destes eventos nos canais do serviço público.    

Os Verdes apresentam, por sua vez, um projeto-lei que assume as touradas como espetáculo "ilícito" e impõe "limites" à sua emissão televisiva.    

As medidas são consideradas pela a Prótoiro - Federação Portuguesa das Associações Taurinas "um verdadeiro ataque à liberdade dos portugueses, impondo uma ditadura cultural".

"Dinheiro público não deve financiar a exposição do sofrimento animal" 


Na audição pública convocada pelo BE sobre a temática, sessão que decorreu no dia 22 de junho na Assembleia da República, a deputada do Bloco Catarina Martins sublinhou que nenhum dos dois projetos de lei que vão apresentar "sugere a proibição das touradas".    

"A única coisa que o BE defende, nestes seus projetos de lei, é que o Estado, o dinheiro público, não deve financiar a exposição do sofrimento animal e que a RTP não deve exibir espetáculos tauromáquicos", frisou. 

O projeto de lei do partido ecologista Os Verdes propõe "uma alteração" à Lei de Proteção dos Animais que inverta o atual princípio hoje estabelecido de "licitude" das touradas para o princípio da sua "ilicitude", necessitando, para a sua realização, de uma autorização especial. 

Touradas para maiores de 18 anos   


Os Verdes propõem também que as touradas sejam, para efeitos televisivos, classificadas para maiores de 18 anos, ficando sujeitas a todas as condicionantes exigidas para este tipo de classificação.     

Em declarações à Lusa, Diogo Costa Monteiro, da Prótoiro, considera que "a cultura é do povo e não do Estado" e, por isso, acrescentou, "compete ao Estado defender e preservar a cultura e não criar uma".    

Para a Prótoiro, os projetos-lei de Os Verdes e do BE são "próprios de regimes totalitários e fascistas, demonstrando uma total falta de respeito por quem não pensa como o legislador".    

A Prótoiro diz ainda que não está sozinha nesta luta, contando com o apoio de mais de 14 associações na contestação aos projetos de lei dos dois partidos.    

A Confederação de Agricultores de Portugal, a Federação Portuguesa de Caça, a Federação Equestre Portuguesa, o Clube Português de Canicultura e a secção de Municípios Portugueses com Atividade Taurina, da Associação Nacional de Municípios, são algumas das entidades que contestam os projetos dos dois partidos.  


Opinião


Multimédia

Edwin. O rapaz que aprendeu a sonhar

O que Edwin sabia sobre a vida era sobreviver. Na cabeça dele não cabiam sonhos e os dias eram passados à procura de comida para ele e para a mãe e para o irmão. A fome espreitava nos cantos da barraca de palha no Quénia e ele escondia-se dela como podia - chupar as pedras era uma forma de a enganar. Mas a sorte dele mudou porque alguém viu nele outra coisa. E tudo começou numa dança. Agora, os mesmos dedos que agarravam as pedras tocam hoje teclas de um piano Bechstein. E os pés dele já não estão nus mas calçados. Com chuteiras. Primeiro no Benfica, agora no Estoril, o miúdo de 15 anos que fala como gente grande descobriu que tinha um sonho: ser futebolista. Como Drogba.

Todas as ilhas têm a sua nuvem

Raul Brandão chamou-lhe 'A Ilha Branca'. Como viajante digo que tem um verde diferente das outras oito que com ela formam o arquipélago dos Açores. É tenra, mansa, repousante e simultaneamente desafiante. Esconde segredos como a lenda da Maria Encantada e um vulcão florestado a meio do século passado que nos transporta para uma dimensão sulfurosa e mágica. Obrigatória para projetos de férias de natureza.

Em três quartos de hora não se esquece só a idade. "Esquece-se o mundo"

Maria do Céu dá três voltas ao lar sempre que pode. Edviges vai a todos os velórios, faz hidroginástica e sopas de letras. António dá um apoio na Igreja e nos escuteiros. Tudo é uma ajuda para passar os dias quando se tornam todos iguais. No Pinhal Interior Sul, a região mais envelhecida da União Europeia, quase um terço da população tem mais de 65 anos. Os mais velhos ficaram, os mais novos partiram.

Profissão: Sniper

O Expresso foi ver como são selecionados, que armas usam, para que missões estão preparados os snipers da Força de Operações Especiais do Exército. São uma elite dentro da elite. Um pelotão restrito. Anónimo. Treinam diariamente com um único objetivo: eliminar um alvo à primeira, mesmo que esteja a centenas de metros. Humano ou material. Sem dramas morais, dizem.

Xarém com conquilhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta nova receita.

O que se passa dentro da cabeça dele

O que leva um tipo a quem iam amputando uma perna a regressar ao sítio onde os ossos se desfizeram, uma e outra vez, e testar os limites do seu corpo? Resposta: a busca pelo salto perfeito, que ele diz existir dentro dele e que ele encontrará mais dia menos dia. É a fé e a confiança que o movem e o levam a pular para lá do que é exigido a um campeão olímpico e mundial que não tem mais nada a provar a ninguém - a não ser a ele próprio. Este é um trabalho que publicámos em agosto de 2014, quando o saltador se preparava para os Europeus e falava das metas que tinha traçado para 2015 e 2016: mostrar que não estava acabado. Sete meses depois, provou-o no Europeu de pista coberta em Praga, onde venceu este fim de semana.

Amadeu, que aprendeu o mundo no campo e tinha o coração na ponta dos dedos

Em Portugal, a dedicação à língua mirandesa tem nome próprio: Amadeu Ferreira, o jurista da CMVM que - quando todos diziam que "era uma loucura impossível" - arranjou tempo para traduzir "Os Lusíadas", a "Mensagem", os quatro Evangelhos da Bíblia e ainda duas aventuras do Asterix para uma língua que pertence a um cantinho do nordeste português e é falada por menos de 15 mil pessoas. No final de 2014 deu ao Expresso aquela que viria a ser a sua última entrevista. Morreu no passado domingo e esta quinta-feira foi lançada a sua biografia, "O fio das lembranças", com quase 800 páginas.

Temos 16 imagens que não explicam o mundo, mas que ajudam a compreendê-lo

O júri do World Press Photo queria dar o prémio maior da edição deste ano (e talvez das edição todas) a uma fotografia com "potencial para se tornar icónica". A primeira imagem desta fotogaleria, por ser "esteticamente poderosa" e "revelar humanidade", é o que o júri procurava. A fotografia de um casal homossexual russo, a grande vencedora, é a primeira de 16 imagens de uma seleção onde há Messi desolado, migrantes em condições indignas no Mediterrâneo, a aflição do ébola, mistérios afins e etc - são os contrastes do mundo.

Vamos falar de sexo. Seis portugueses revelam tudo o que lhes dá prazer na cama

Neste primeiro episódio de uma série que vai durar sete semanas, seis entrevistados falam abertamente sobre aquilo que lhes dá mais satisfação na intimidade. Sexo em grupo, sexo na gravidez, prazer sem orgasmo e melhor sexo após a menopausa são alguns dos temas referidos nos testemunhos desta semana. O psiquiatra Francisco Allen Gomes explica ainda a razão de muitas mulheres fingirem o orgasmo. O Expresso e a SIC falaram com 33 portugueses que deram a cara e o testemunho de como são na cama. Ao longo das próximas sete semanas, contamos-lhe tudo.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.


Comentários 112 Comentar
ordenar por:
mais votados
Iniciativas corajosas e muito responsáveis.
Estas iniciativas muito corajosas e responsáveis merecem o meu aplauso. Estou aqui para ver como se comportarão os restantes partidos perante estas propostas muito sensatas, muito equilibradas e acima de tudo feito com o objectivo de proteger os mais jovens da cultura da violência e evitar o sofrimento animal.
Re: cultura da violencia
Re: cultura da violencia
Re: Iniciativas corajosas e muito responsáveis.
Re: Iniciativas corajosas e muito responsáveis.
Digo não
Digo não às touradas. Digo não ao sofrimentos dos animais. Digo não à utilização dos dinheiros públicos para a exploração do sofrimento dos animais para fins lúdicos. Digo não à confusão existente entre cultura nacional (e ibérica) e as touradas. Obrigado, Bloco de Esquerda!
Re: Digo não
Concordo
Estou de acordo. Temos de começar a diminuir determinado tipo de rusticidade de espírito da nossa gente.
Isto de andar ali a brincar com um animal e ainda por cima espetando-lhe ferros no lombo para nosso divertimento já foi chão que deu uvas. Assim como a pena de morte foi abolida, as prisões têm melhores condições, foi criada uma Carta dos Direitos Humanos, é chegada a vez de olharmos para os seres que partilham este planeta connosco de forma digna para ambos.
Re: Concordo
É preciso fazer sangue!
É necessário exterminar o BE antes que o BE extermine Portugal!
Re: É preciso fazer sangue!
Re: É preciso fazer sangue!
Re: É preciso fazer sangue!
Re: É preciso fazer sangue!
O BE é uma espécie protegida...
Re: O BE é uma espécie protegida...
Re: O BE é uma espécie protegida...
Re: O BE é uma espécie protegida...
A pobre agenda politica de Louçã!
Será que o País não tem outras preocupações a merecer a atenção dos deputados?
Re: A pobre agenda politica de Louçã!
Re: A pobre agenda politica de Louçã!
Re: A pobre agenda politica de Louçã!
Re: A pobre agenda politica de Louçã!
Re: A pobre agenda politica de Louçã!
Re: A pobre agenda politica de Louçã!
Re: A pobre agenda politica de Louçã!
Re: A pobre agenda politica de Louçã!
Re: A pobre agenda politica de Louçã!
Re: A pobre agenda politica de Louçã!
Re: A pobre agenda politica de Louçã!
Re: A pobre agenda politica de Louçã!
Re: A pobre agenda politica de Louçã!
Re: A pobre agenda politica de Louçã!
RECICLAGEM INDUSTRIAL E MUITA IDIOTICE
Eu também gostava d acabar com muita coisa. Acabava com enorme gosto com o BE e com tudo o q lhes é caro. Mas antes do momento penitencial dava-lhes banho, usando sabonete e shampoo d marca cara e famosa, perfumava-os com um bom e caríssimo perfume. Roupinha por uma vez lavada e passada e, branqueava os dentinhos pois sempre q algum dos seus cromos fala ficamos com a ideia q aquelas boquinhas ou não vêm há muito escova ou então padecem das maiores maleitas dentárias. O BE é um grupelho original q dá aquela ar marciano ao país. Oriundos das utopias mais divertidas e assassinas da esquerda cripto fascista iniciaram um processo d reciclagem a todos os níveis industrial. Confesso a minha admiração! Hoje qualquer um daqueles comunas é o maior dos defensores do Estado d Direito e não hesitam em dar lições d democracia e pluralidade a ninguém. Marcharam sempre com a mesmíssima roupa contra tudo o que sempre defendemos mas isso mudou quando foi por demais evidentes q não só estavam enganados, como tinham sido enganados e, acima de tudo, tinham perdido. O ano d 1989 foi definitivamente apagado das suas memórias. A gente q vê virtudes em agremiações idiotas como o BE é gente fácil d enganar e q gosta d ser conscientemente enganada pois só assim é q podem ainda acreditar e seguir todas aquelas personagens Bob Esponja tipo Louça, Daniel Oliveira, a ratazana Drago e toda a restante cambada cheira mal dos quais destaco o dinossauro Mario Tomé. Á uns dias foi o maricas q deu sangue e ...
Re: RECICLAGEM INDUSTRIAL E MUITA IDIOTICE
Re: A expressão cultural mais pura e ibérica
Re: deve ser esse o seu mal
Re: deve ser esse o seu mal
Re: vá para fora...
Re: vá para fora...
Re: deve ser esse o seu mal
Re: RECICLAGEM INDUSTRIAL E MUITA IDIOTICE
Re: RECICLAGEM INDUSTRIAL E MUITA IDIOTICE
Re: gostei do proto fascista
Típico do proto-fascista
Re: higiene
Re: higiene
Re: RECICLAGEM INDUSTRIAL E MUITA IDIOTICE
Re: RECICLAGEM INDUSTRIAL E MUITA IDIOTICE
Re: RECICLAGEM INDUSTRIAL E MUITA IDIOTICE
Re: RECICLAGEM INDUSTRIAL E MUITA IDIOTICE
Boa!
Será desta?
Uau! Pela primeira vez acho admiro e aplaudo uma iniciativa do Bloco!
Já é hora desta história acabar de vez. Isto é uma discussão medieval sobre um costume idiota.
E ao Sr. que falou em proibir filmes violentos, como comparação: sabe distinguir ficção de vida real? Será assim tão limitado?
Re: Será desta?
Não só acabar com as touradas na TV mas acabar
tambem com esses espectáculos desumanos que só transmitem violência e que são reminescências de épocas medievais e dos circos romanos. E já agora, porque não acabar com outra especie de "tourada" que são os comentadores que aparecem nas TV`s a manipular os incautos no sentido de manterem os seus previlegios e dos seus amigos?..neste sistema corrupto que sacam aos pobres para dar aos ricos?.....
Medida importante
É uma medida importante que só o BE podia apresentar, pelo contributo que pode ter para resolução da crise e diminuição do desemprego, algo que preocupa esta força partidária. A proposta ainda tem outro mérito é que permite ao Parlamento ter a exclusividade da transmissão das lides de tauromaquia na televisão.
Acabar por acabar
Acabar por acabar eu acabava era com a TV, pública.
Um sorvedouro de milhões de euros sem qualquer tipo de justificação.
Uma televisão pública para quê?
Em que é que difere das privadas?
Para que serve?
Quantos centros de saúde e serviços de urgência básica daria para manter abertos no interior do país com o dinheiro que a RTP consume? E pequenas escolas que evitassem que crianças saiam de casa de madrugada e só regressem à noite? Experimentem a sensação de esperar por uma carrinha escolar às 6h de uma manhã de Janeiro na Beira interior para verem do que falo.
Eu acabava era com a TV-RTP.
Privatizem esse buraco negro em vez da EPAL.
Isso é que era!
Muito Bem BE
Felicito o BE, verdes etc. por esta iniciativa. Um novo País passa por resolver também estas situações que nos envergonham como cidadãos.
Aberração
Para proteger as dinastias de "cavaleiros" assiste-se a esta aberração que são as touradas.

Quando digo assiste-se, quero referir-me às autopromoções que nos entram em casa sem qualquer aviso uma vez que as transmissões têm horário e temos a possibilidade de mudar de canal.

De qualquer das formas, promover um espectáculo em que se tratam mal os animais é uma aberração seja com dinheiro público seja privado. Pior, obviamente, é ser com dinheiro público pois penso que a maioria do povo não admira o "espectáculo". Chamar espectáculo a uma coisa em que um homem em cima de um cavalo espeta ferros num animal é uma ofensa aos espectáculos.

Eu só aplaudo quando o touro faz uma colhida sem magoar o cavalo.
Quanto a mim
acabava com as touradas e utilizava as praças de touros para um velho tipo de "desporto".
Os que gostam de sangue, violência, iam para arena e digladiavam-se, à velha maneira romana.
Os intervenientes do espetáculo seriam escolhidos por sorteio, entre os promotores e os espectadores.
Seria permitido todo o tipo de armamento, incluindo armas de fogo.
Aí é que é ver os aficionados.
Re: Quanto a mim
ESTE BE NÃO TEM MAIS INTERESSES?
Os interesses do BE são:
- Rabetas,
- Lésbicas,
- Animais,
- Casamentos de homos,

Até parece que o país não tem problemas mais importantes do que estes. Mais uma legislatura e vão á vida!
Também não fazem falta so para tratar destes assuntos " nobres"!
Reparem na fotografia...
... não lhes parece haver um erro?

Não deveria ser o touro montado no cavalo e o "cavaleiro" no solo?
Comentários 112 Comentar

Últimas

Ver mais
Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Pub